BERCHTESGADEN, NINHO DA ÁGUIA E KONIGSEE

Encravado na Áustria e emoldurado por seis cadeias de montanhas formidáveis, Berchtesgadener Land é um recanto lindo de morrer na Baviera, rico em mitos e lendas. Uma delas diz que os anjos que receberam a tarefa de distribuir as maravilhas da terra foram surpreendidos por uma ordem de Deus para que todas ficassem aqui.

O ponto central da região é a pequena Bechhtesgaden é uma cidade nos Alpes alemães. Está situada perto da divisa da Austria, a apenas 30 km de Salzburg e a 180 km de Munique.  Ao sul da cidade está o Parque Nacional de Berchtesgaden onde se localiza o pico  Watzmann com 2713 metros de altura, a terceira mais alta montanha da Alemanha depois do Zugstipze e Hochwanner. e o lago Konigssee. Outro pico notável é o Kehlstein com 1835 m que  é conhecido como o Ninho da Águia, um refúgio de Adolf Hitler.

Romy Schneider, a atriz que interpretou Sissi, a Imperatriz nasceu nesta cidade.

Tive a oportunidade de visita-la em 2008 e sempre tenho vontade de voltar.

KONIGSSEE

O lago é maravilhoso e faz parte do Parque Nacional de Berchtesgaden.  É um dos lagos mais limpos da Alemanha. Por esta razão apenas barcos elétricos navegam em suas águas, bem como pedalinhos e isto, desde 1909. Os barcos operam de abril até meados de outubro. Em condições ideias o tour ao ponto mais distante do lago leva duas horas de Seelande até Salet.

O ticket custa 16.50 euros para adultos e 8.50 para cada criança, porém existem planos familiares.

Durante o verão a dica é chegar cedo para evitar as filas. Na baixa estação é super tranquilo, porém como escurece mais cedo o melhor é tentar voltar a partir de  2 30 da Igrejinha de St. Bartholomeu para evitar as filas.

Para checar horários do ferry clicar aqui

A cor da água do Konigsee é fantástica e é desta maneira porque o fundo do lago é calcareo. No outono a paisagem é deslumbrante, pelo contraste de cores das árvores.

Como é cercado de montanhas rochosas  no meio de lago o eco é de uma claridade impressionante. Nos passeios de barco se transformou numa tradição os barcos fazerem uma parada e um marinheiro tocar um trumpete para demonstrar a beleza do eco. O eco reverbera sete vezes dando a impressão de que são mais pessoas tocando.
St. Bartholomeu é uma famosa igrejinha localizada na peninsula mais ou menos na metade do lago, no lado norte do lago.Não existe forma de chegar na igrejinha sem ser de barco, porque não tem caminhos na beira do lago ou através de trilhas. Durante o inverno o lago congela. O passeio até chegar na Igrejinha leva 35 minutos. O lago tem 190 metros de profundidade em alguns pontos.
A fofíssima Igrejinha barroca de St. Bartholomeu é acessível apenas de barco. A igreja leva o nome deste santo que é o padroeiro dos leiteiros e fazendeiros alpinos. Foi construida em 1697, sobre as fundações de uma capela que foi erguido em 1134. Cada vez que vejo estas datas entendo porque a América é chamada de nova.

JENNER

Mais aventura? Suba de teleférico até o alto do Jenner, uma montanha de 1874 metros de altura e aprecie as montanhas alpinas, entre elas o impressionante Watzmann, a terceira montanha mais alta da Alemanha.
O teleférico está na estação central da cidadezinha de Schönau am Königssee e leva 20 minutos até o topo do Jenner. Imperdível!

O acesso era feito por gondolas para duas pessoas, como a da foto. Mas a partir de março de 2018 o acesso a montanha será liberado com toda a linha reformada e gondolas maiores.

O custo do ticket para subida é de 21.00 euros. Porém é importante decidir o que fazer na região, porque existem pacotes como por exemplo a subida e o ferry ate a Igreja por 32 euros.

NINHO DA AGUIA

Encomendada pelo Líder do Terceiro Império alemão, Martin Bormann como um presente de aniversário de cinquenta anos para o líder do Partido Nacional Socialista  Adolf Hitler, a Casa de chá localizada no cume da montanha Kehlstein nos Alpes da Baviera tornou-se um dos destinos turísticos mais populares no sul da Alemanha.

Apesar da casa ter sido construída ostensivamente como um retiro tranquilo para Hitler, e localizar-se a uma curta distância da sua residência mais regular Obersalzberg, o Berghof , o líder nazi apenas a terá visitado poucas vezes, sobretudo devido à sua aversão ao ar rarefeito e seu medo das alturas.

O seu propósito inicial era servir como local de recepção de convidados oficiais.

Talvez pela falta de interesse demonstrada por Adolf Hitler, esta casa de montanha foi poupada aquando da ofensiva aliada, que bombardeou o Berghof e outras propriedades ainda mais para baixo da montanha.

O nome de “Ninho da Águia” talvez se deva à sua localização dada a altura ser propícia para as Águias edificarem os seus ninhos, ou a Adolf Hitler ser considerado a Águia da Alemanha da altura, ou de alguma forma aludir ao facto de no brasão da Alemanha Nazi constar uma Águia. Mas admito que qualquer uma dessas hipóteses possam ser meras conjecturas minhas.

O certo é que a Águia consta desde tempos remotos no Brasão de Armas da Alemanha, apesar de ter sofrido alterações ao longo da história.

Para acessar o Pico é preciso pegar um ônibus em Obersalzberg em Berchtesgaden. Ali tem um amplo estacionamento para os carros. Daquele ponto em diante é proibido ir de carro. A estrada tem 6.5km e sobe 700 m. O trajeto leva 20 minutos, andando a beira do penhasco. A vista é incrível até porque o ônibus é alto. O acesso custa 16.00 euros (ida e volta) e isto já inclui o acesso ao elevador no Ninho da Águia. A frequência do ônibus é de 20  em 20 minutos. Esta atração só funciona de meados de abril até final de outubro.

Programe-se para ficar umas duas horas e meia para aproveitar a maravilhosa paisagem que se descortina lá de cima.

A entrada do parque é super bem sinalizada. Tem estacionamento para os carros, porque o acesso é proibido. E até seria perigoso porque a estrada é muito estreita
A subida de ônibus já é cheia de emoções. O motorista precisa ser experiente para percorrer o trecho a beira do abismo. A vista é de tirar o folego

Chegando lá, o visitante tem que percorrer um túnel de pedras (gelado e úmido) de 124 metros de extensão que leva até um imenso elevador ornamentado e forrado por paredes na cor bronze brilhante. 
Em apenas alguns segundos, o visitante é transportado por outros 124 metros através da montanha até a casa de Hitler.

Acesso ao Ninho da Águia. Percorre-se o corredor cavado na montanha até acessar o elevador.
O impressionante acesso ao elevador que leva ao pico da Montanha conhecida como o Ninho da Águia
Neste salao é que Hitler recebia seus convidados para mostrar o poderio da Alemanha. Mas o que não se fala é que para ele próprio era um martírio subir porque tinha fobia de altura.

 

  

 

 

 

 

CompartilhePrint this pageEmail this to someoneShare on FacebookShare on TumblrPin on Pinterest

Leave a Reply