ESPERANDO UM PRESENTE GREGO NO DIA QUE COMPLETAMOS 20 ANOS MORANDO NOS ESTADOS UNIDOS

Exatamente no dia de hoje, 9 de setembro, há 20 anos ,  chegamos aos Estados Unidos, mais precisamente a Flórida.

E agora, estou na iminência de receber um presente grego, que é o furacão Irma

É um furacão enorme, como nunca se viu. Assim, do ponto que ele passar, tem duzentas milhas prá cada lado. Não tem como não sentir.

Amo este país, adoro morar na Flórida, mas infelizmente nem tudo  é  perfeito e não era esta a celebração que queria para este dia.

Também não era bem isto que iria escrever sobre estes vinte anos. Deixarei para fazer quando tudo passar.

Estamos preparados, conforme instruido pelas autoridades, baixou um pouco a ansiedade pelas novas notícias, mas ainda preocupados.

Nossa área não está relacionada como área de evacuação obrigatória, assim, decidi ficar em casa e receber minha filha, genro e neta que moram em área que é de evacuação obrigatória. Nesta hora é muito difícil fazer esta decisão. Por mim pegaria um avião e iria com uma amiga que convidou para New York. Melhor, eu tinha passagem marcada para Paris para o dia 5. Mas como deixar os meus queridos prá trás? De jeito nenhum. Mas de jeito nenhum mesmo. 

Mais de 10 dias venho acompanhando a trajetória deste furacão que mudou várias vezes a rota. Já esteve bem a leste, já foi para o meio e agora está bem a oeste. Moro no lado leste, que será considerado a banda suja do furacão, aquela que trás muita chuva e vento. Também não se sabe precisar exatamente a velocidade com que ele vai passar. Prá passar de Cuba prá Flõrida tem as águas do estreito da Flórida que são quentes, combustível para furacão.

Para chegar até aqui precisamos ser mais do que mãe e filhos,  fomos parceiros mesmo, porque  estavamos longe da familia e dos amigos e tudo era por nossa conta, ainda mais que  menos de três anos depois da chegada eu já estava divorciada. Como vêem, muita coisa ainda a contar. A caminhada foi longa, mas tivemos pedras no caminho. Quem não as tem?

E assim será mais uma vez neste furacão. Meu filho está em Hong Kong,  a trabalho, mas nos ajudando o tempo todo com lembretes e idéias de quem até pode estar com a cabeça mais no lugar do que nós, que ficamos contaminados por tanta notícia catastrófica, já que a Flórida passou por um dos mais horríveis furacões que foi o Andrews e passou por aqui há 25 anos atrás.

Voltando a decisão de ficar em casa, vou explicara um pouquinho o que é uma área de evacuação obrigatória  da que não é.

As áeas de evacuação obrigatória são áreas que ficarão dificeis de resgatar as pessoas em casa de alagamentos que acontecem durante e depois da tempestade. Se você ficar, não garantem resgate. Não é apenas o problema dos eventos. É tudo o que vem com ele.

Tudo é muito bem preparado e avisado com atualizações divulgadas pela defesa civil de três em três horas, acompanhado por publicações nos sites, jornais e todos os meios de comunicação possíveis.

As autoridades não só preparam a população para o furacão em si, mas tem que ter um plano bem feito para o dia após, para que o estado possa voltar a funcionar normalmente o que pode levar meses e até anos.

O ponto fraco é a energia elétrica.

Na minha casa tudo funciona com energia elétrica, até o fogão. Podem imaginar o que isto representa.

Também há uma preocupação pela água.

Ficar sem água é muiiiiiito pior do que ficar sem luz, sem dúvida nenhuma. A água é vital, a luz é conforto.

 

Assim, passamos o dia em compasso de espera pelo que vai acontecer e suas consequências, no convívio com família, que afinal , é isto que importa. 

Como o governador da Flórida, Rick Scott,  fala incessantemente: 

” Preparados para o pior, esperando o melhor!!”

O lado bom, sim na vida sempre tem um lado bom, a convivência em família sempre aperta mais os laços. MInha amada neta arrumando meus remédios.
E na lembraça sempre meu filho que está longe, mas representado no boneco piloto.

Hoje realmente não estou com uma grande motivação para escrever e contar como foi nossa mudança prá cá.

Porém, como todos dizem e hoje repetem incessantemente, depois da tempestade sempre vem a bonanza. E é por ela que estou esperando.

Um abraço a todos e torçam por nós.

Silvana

CompartilhePrint this pageEmail this to someoneShare on FacebookShare on TumblrPin on Pinterest

5 thoughts on “ESPERANDO UM PRESENTE GREGO NO DIA QUE COMPLETAMOS 20 ANOS MORANDO NOS ESTADOS UNIDOS

  1. Desejo que este também seja o dia em que comemoraras,no futuro,a data em que o furacão esqueceu de passar pelo caminho de vocês…

Leave a Reply