ROMANCES ONLINE

Ontem recebi  a revista  The Costco Connection, que por sinal é otima e me chamou a atenção uma reportagem sobre romances online.

O título é muito sugestivo (Un)True love – Beware of online romance scams.  O inglês é perfeito para fazer frases curtas de muito efeito.

Imagino que depois de ler meu post  Porque imigrei para os Estados Unidos muitos podem pensar que moral tenho de falar sobre romances online e todas as artimanhas que se armam para usar as pessoas em benefício próprio.

Para estes,  gostaria de dizer que conheci meu marido há vinte e dois anos. Naquela época, a Internet estava engatinhando. Desta forma já havia uma grande peneira, porque as pessoas não sabiam exatamente como funcionava, o alcance etc, etc. Acessar a Internet era para bem poucos e mais informados.  Ter um acesso não era tão fácil e tão disponível.

Hoje não. A Internet está aí prá todos, pro bem e pro mal.

O que me levou a compartilhar o que li é que tenho recebido muitos convites pelo Facebook, principalmente de pretensos soldados americanos, que sempre são lindos e dedicados a seu trabalho e sua causa.

Veja  o que fala o artigo, numa tradução livre.

As autoridade americanas dizem que as trapaças de romances online estão em alta. Estas trapaças podem resultar em significante perda financeira para as vitimas. Muitos sofrem danos psicológicos, perdem emprego, casa, relacionamentos e muitas vezes são forçadas a pedir bancarrota ( esta é uma solução jurídica que existe no Brasil apenas para pessoas jurídicas).

Os criminosos pocuram plataformas de redes sociais que sejam confiáveis como alvo e usam meios para enganar a segurança de combate a fraudes.

Observem os sinais

Identificação 

Golpistas usam fotos de bancos de imagens, roubam fotos, falsos nomes, nomes de outras pessoas e informações falsas para construir uma identidade. Aqui nos Estados Unidos normalmente dizem que trabalham foram do país ( e bate exatamente com os convites que tenho recebido). Isto dá a desculpa do encontro. Eles dizem trabalhar na construção civil, indústria de petróleo, serviços de engenharia, serviço militar e trabalhos de caridade.

Uma boa dica é checar a foto pelo Google Image Reverse. Ele vai procurar na Internet se tem uma foto semelhante e de quem é.

 

Criam vínculo

 Especialistas dizem que os golpistas encorajam o contato direto, fora das redes sociais, porque é a maneira que alimentam o seu alvo. Conversações via telefone, texto, chat ou e-mail se arrastam por meses. Golpistas enviam mensagens amorosas, poemas, cartões, flores e presentes. Se o você tem seu profile aberto, sabem exatamente o que você gosta, o que faz e usam isto para alimentar que são o par perfeito. Eles se apresentam como o amor verdadeiro. Eles atuam com roteiro para serem consistentes já que tem vários vítimas ao mesmo tempo.

O golpe

Uma vez que o alvo esteja comprometido com o fictício relacionamento, os golpistas fabricam estórias para pegar dinheiro. Primeiro, para testar a situação de engajamento da vítima, apresentam um problema que pode ser resolvido com uma pequena quantia. Pode ser um problema médico ou legal urgente. Podem dizer que foram roubados, que sua conta bancária foi congelada por algum problema. 

As vítimas imaginam que aliviando a crise possam abreviar o tempo para o encontro real.

Quando o dinheiro for enviado, o golpista desaparece.

Durante o relacionamento também pedem fotos e vídeos, que futuramente podem ser usados para extorquir mais dinheiro.

Os golpitas preferem cartões de crédito pré-pagos e transferências diretas.

Outro perigo é da vítima ser usada pelo golpista para lavagem de dinheiro, mercadorias ou drogas.

Se você leu até aqui deve estar pensando que não é possível que alguém entre neste tipo de golpe.

É possível. Todo golpista é  “bico doce” , como eu digo, somado a carência afetiva das pessoas é uma matemática explosiva. Você vai sendo envolvida sem nem perceber.

Aqui vão algumas sugestões do que fazer, que estão relacionadas a realidade americana, mas podem ser adaptadas para qualquer outro pais.

 

  1. Se mesmo depois de todos os avisos, você perceber que foi enganada, contate imediatamente seu banco para sustar ou reverter a transferência do dinheiro.
  2. Avise imediatamente  FBI Crimes de Internet
  3. Reporte o golpista para a polícia da sua localidade e para a plataforma onde você o encontrou
  4. Abra uma reclamação no Federal Trade Comission
  5. Se parte do golpe veio pelo correio informe a U.S.Postal Inspection Service
  6. Pessoas de todo mundo podem denunciar suspeita de atividade criminal  ao U.S. Imigration and Custos Enforcment Homeland Security Investigagon através do telefone 1-866-347-2423

E por fim, se você passou por uma situação destas procure ajuda psicológica, para não cair novamente na mesma cilada.

E completo : vale para homens e mulheres. Não são somente os homens que aplicam golpes nas mulheres. A recíproca é verdadeira.

Muito triste saber que as pessoas usam as carências afetivas de outras para ter vantagem.

Mas este é o mundo que vivemos e todo cuidado é pouco.

Um abraço com a esperança de um mundo melhor para o futuro

Silvana

 

CompartilhePrint this pageEmail this to someoneShare on FacebookShare on TumblrPin on Pinterest

Leave a Reply